Google+

«

»

out 09 2013

Grey’s Anatomy: Temporada 10, Episódios 01/02 e 03

GreysQuem diria que a série médica que tanto gostamos chegou à sua 10ª Temporada… Sim, Grey’s Anatomy nos acompanha ha 10 anos! Não há como falar dos primeiros episódios da série, sem comentar alguns pontos da season finale da 9ª temporada, afinal, a 10ª  tem o desenrolar da história.

[Spoiler]

A série tem como característica as grandes tragédias, envolvendo os médicos, no final de suas temporadas… Sempre que estou assistindo e chegando aos episódios finais já penso: “Oh God, quem será que a Shonda Rhimes vai matar dessa vez?”  Apesar de ocorrer um grande desastre… Pasmem! Por obra de Odin, ela inovou no final da 9ª Temporada, e não matou nenhum médico (sqn) !!!

9x24-4

Vamos levantar alguns pontos marcantes da season finale para começar a crítica sobre a 10ª temporada:

  • Depois de anos e anos, Meredith (Ellen Pompeo) finalmente fica grávida e na hora do parto quase morre na mesa de cirurgia, com uma hemorragia. Fica nas mãos de Ross (Gaius Charles) que não consegue fazer nada e finalmente Bailey (Chandra Wilson), volta a operar para salvar a sua interna;
  • Jo (Camilla Luddington) e Karev (Justin Chambers) finalmente assumem seu amor um pelo outro e o romance tão aguardado tem início;
  • Depois de um baita susto e de presenciar o ato heroico de Avery (Jesse Williams), Kepner (Sarah Drew) descobre que não quer mais casar com Matthew (Justin Bruening) e sim com o dr bonitão… Alguém dá um tiro nessa mulher por favor?
  • Cristina Yang (Sandra Oh) e Owen (Kevin McKidd) mais uma vez são assombrados pelo fantasma da paternidade… Espero que eles fiquem juntos =/
  • Arizona (Jessica Capshaw)  traiu Callie (Sara Ramirez), contou tudo para ela e isso abalou Bangu as estruturas do casamento que já estava meio morto por culpa da Arizona…
  • E por fim, a cena chocante de Richard Webber (James Pickens Jr.) estendido no chão eletrocutado e em seguida a interna Heather (Tina Majorino), também eletrocutada. Foi ai que eu pensei: NÃOOOOOO, ele não pode morrer!

greys2

Feitas essas considerações, vamos para a resenha dos capítulos da nova temporada!

Resenha S10EP01/02 – Seal Our Fate/I Want You With Me

Após meses esperando a estreia da nova temporada, finalmente fomos agraciados não só com 1 episódio, mas com um episódio duplo! Ha quem diga que não gostou muito desses episódios, que ficou monótono, etc… Eu, gostei dos dois! Eles mostraram, com detalhes, tudo o que aconteceu depois do último episódio da temporada anterior.

Nesses 3 primeiros capítulos, deu para perceber que o foco da série está voltada para os novos internos. Confesso que acho eles meio sem graça, não tem a química que Karev, Meredith, Cristina e os outros tinham. Espero que no decorrer da temporada essa minha visão mude… Iniciamos o capítulo com Richard e Heather sendo socorridos e ambos recebendo tratamento. Mais uma vez, a morte vira atriz principal e a interna Heather (Tina Majorino), morre.

Lembram que falei que a Shonda inovou? Pois é, ela salvou um dos personagens principais e NÃO matou Richard! Ele está muito debilitado, quase morreu nesses episódios, precisou de duas cirurgias, intervenção de Meredith, mas está vivo! Não é dessa vez que perderemos nosso Chefe.

Gente, sério, estou com muita dó da Callie e com raiva da Arizona. Raiva desde a temporada passada, mas agora a raiva só aumenta! Vimos nesses episódios as consequências da traição de Arizona e como Callie está sofrendo com isso…  Callie saiu de casa e está morando temporariamente com Derek (Patrick Dempsey) e Meredith. A interação entre os 3 está muito legal e como sempre, Callie conseguiu nos emocionar, vivenciando todo o seu drama: desprezo, frustração, dor, humilhação (sim, porque ela contou para todo mundo o que Arizona fez!) e a luta pela guarda de Sofia.

Kepner, o que falar dela? Um tempo já torci muito pelo romance dela com Avery… Hoje, quero que ela morra! É verdade que o personagem dela tem evoluído muito na série, mas, essa indecisão deixa qualquer um com raiva. Após o discurso de Avery sobre o relacionamento dos dois, Kepner decide conversar com Matthew e a cena na Capela é bem tocante… mas, estou com dó do Matthew… Creio que eles não se casarão! Uma outra cena que achei bem interessante foi Avery enfrentando a mãe, Catherine (Debbie Allen). É notável a evolução desse personagem também.

Cristina e Owen… realmente os dois estão separados e a cena de despedida deles foi simplesmente linda, emocionante, tocante, triste… Esse é um casal que torço para se acertar e ficarem juntos! Cristina é uma das minhas personagens favoritas e infelizmente esse é o último ano dela na série.

greys3

Os internos… Bem, o vínculo entre eles aumentou com a morte de Heather. O que podemos ver nesse episódio sobre eles de interessante: Jo (Camilla Luddington) está  incomodada com a vida sexual passada de Karev, já que ele transou com todas as suas amigas… Stephanie (Jerrika Hinton) mostrando sua coreografia de líder de torcida e explicando que assim ela conseguiu entrar na faculdade. Leah (Tessa Ferrer) tem sua personalidade anti-social acentuada e por fim, Ross (Gaius Charles), se sentindo culpado pela morte de sua amiga. Como destaque desse grupo, vejo a Jo e o Ross, pelo menos são os que mais estou gostando. Espero que com o desenrolar da história esse grupo de internos se torne mais interessante.

Por fim, o caso da semana. Foi emocionante a morte do bombeiro e todo o trabalho de resgate no deslizamento… Os episódios tiveram o seu Q de interessante e foi o “prato de entrada” para o que vem por aí nessa nova temporada.

Resenha S10EP03 – Everybody’s Cryin’ Mercy

Finalmente a série voltou à sua normalidade. Drama, Casos médicos difíceis, Comédia e clima de romance!

As histórias aqui ficaram mais consistentes. Vamos começar pelo começo mais do que emocionante: após a cirurgia, o internamento e recuperação do Chefe Webber (James Pickens Jr.).  Com o internamento do chefe, tivemos momentos de tensão, Bailey e Meredith agindo com Richard sem pensar como médicas e nessas cenas, quem se destacou foi Ross (Gaius Charles), sendo o único que agiu verdadeiramente como médico – e não como amigo – mesmo sendo apenas um interno. É até compreensível, que Bailey, mesmo sendo a “Nazi” do hospital se deixe manipular por Richard, afinal, ele foi o professor dela e os dois já vivenciaram muitas coisas nessa amizade, além, do sentimento de culpa que ela estava carregando pelos fatos ocorridos na temporada passada.

Do lado de Jo e Karev, a trama se desenrola mais light. Se passou 1 semana desde a morte de Heather e os dois pombinhos nada de dormirem juntos… Algumas cenas bem engraçadas acontecem devido a isso. Os amigos de Jo estão dormindo na casa de Karev afastando ainda mais o casal. Ele tem sido um fofo respeitando esse momento de luto, porém, mal sabe ele o que ela está querendo…Tadinho, ele acha que Jo está muito triste e que pensar em sexo nessa hora seria “desrespeitá-la”! O ponto alto e mais engraçado desse arco, é o momento em que Cristina e Karev estão conversando na cama.

greys4

Enquanto isso, o Hospital Grey Sloan está em frangalhos. Estragos ocorreram com o temporal e Owen tenta de todas as maneiras reunir o conselho para fazerem alguns ajustes no orçamento, porém essa tem sido uma tarefa difícil. Os membros do conselho “abandonaram” a administração e estão fazendo o que fazem de melhor: cirurgias! Nem todos, visto que Dereck e Meredith estão afastados e tentando se adaptar ao pequeno bebê. Arizona e Callie não conseguem ficar na mesma sala juntas, sem falar na separação de Cristina e Owen. Hunt se destaca ainda mais nesse episódio e arruma uma maneira perfeita para reunir o conselho… Mentindo!

Me pergunto se realmente um recém-nascido consegue deixar os pais tão acabados como o pequeno Bailey está fazendo com Meredith e Dereck. Olha a situação de Meredith:

greys5Os dois casais que eu gostava muito, continuam com suas relações abaladas. Callie e Arizona estão na mesma situação dos episódios anteriores, com a diferença de que Arizona está tentando de toda forma chamar atenção de Callie para resolverem seus problemas em uma terapia de casal… Cristina e Owen continuam separados, e a cena no elevador onde Cristina propõe que saiam com outras pessoas me deixou com o coração partido. Ambos os casais, estão passando por momentos delicados e  visivelmente sofrendo. Espero que Shonda trate o caso com carinho e possamos ver os personagens felizes, juntos ou não.

greys6Kepner, admiro o crescimento dela como cirurgiã. Finalmente, depois de tantos perrengues ela conseguiu a aprovação tão esperada! Apesar de achar irritante a indecisão amorosa dela, Kepner é um personagem que se destacou no decorrer da série.

Finalmente, a última cena! Essa foi uma surpresa para mim. Foi um misto de raiva, indignação e surpresa. A conversa de Meredith com Richard… Não é a primeira vez que o chefe tem atitudes desse tipo, mas falar o que ele falou para Meredith foi no mínimo sem noção! Uma palavra define meu sentimento por ele: Raiva! Quero ver como vai ser o desenrolar dessa trama.

greys7Quinta feira sai o novo episódio e será o de número 200! Com certeza assistirei e escreverei um resumo sobre ele para vocês.  Teremos muito drama e humor pela frente ainda. \o

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente

Comentários

Sobre o autor

Thaisa Lima

Amante incondicional dos animais, nerd, geek, viciada em World of Warcraft, blogueira e apaixonada por livros.

%d blogueiros gostam disto: